Destaques

2014 Confraternização de Final de Ano

convite eletrônico

Palestra em Porto Alegre

news_rodrigo_porto

NESTA SEXTA-FEIRA 24/10 DELEGACIA VALE DO TAQUARI RECEBE COLEGAS PARA JANTAR COMEMORATIVO

Está tudo pronto para o jantar comemorativo ao Dia do Corretor e aniversário do Sincor-RS, promovido pela nossa delegacia regional no Vale do Taquari. A delegada Elisabete Sartori e o subdelegado Augusto Godoy prepararam o evento com muita dedicação e esperam pela presença dos corretores.

A confraternização será no Quiosque do Clube Comercial de Encantado. Não perca! Informações pelo fone: 3225.7726.

RESTAM POUCOS CONVITES PARA A 11ª CONFRATERNIZAÇÃO DE FINAL DE ANO DA DELEGACIA DO SINCOR-RS NA REGIÃO SUL

Estão praticamente esgotados os convites para a 11º Confraternização de Final do Ano, promovida pela Delegacia do Sincor-RS na Zona Sul. Será no dia 7 de novembro, no Restaurante Lobão, em Pelotas. Além da boa comida, haverá sorteio de brindes e música ao vivo. O delegado Emilio Nunes avisa:

– A procura por convites é grande e restam poucos à disposição dos interessados. Creio que a partir da próxima semana, só haverá a lista de espera. Esperamos cerca de 380 participantes.

O valor do convite é de R$ 25,00, com direito a sorteios, música ao vivo e muita animação.

O Sincor e a delegacia agradecem os patrocínios das seguradoras:

– Aplub,
– Bradesco,
– Capemisa,
– Generalli,
– HDI,
– Icatu,
– Mapfre,
– Marítima,
– Porto Seguro,
– Sul América,
– Tokio Marine,
– Zurich
e as empresas
– Oficina Caprice Auto Center e
– Sultec Vistorias.

CONVÊNIO DO SINCOR COM A SANTA CASA

O Sincor-RS renovou o excelente convênio com a Santa Casa de Porto Alegre que disponibiliza aos associados consultas particulares em todas as especialidades por apenas R$ 91,00 além de vários outros serviços com descontos significativos.

Consulte o setor de Benefícios e Convênios do Sincor-RS para mais detalhes no fone 051-3225-7726.

USE COM ORGULHO O SELO EM HOMENAGEM AOS 50 AN0S DA LEI 4594/1964

O ano de 2014 é significativo para nossa categoria, pois marca o cinquentenário da promulgação da lei 4594 que regulamenta a atividade de corretor de seguros. O fato aconteceu no dia 29 de dezembro de 1964.

Para marcar esta data tão importante para os corretores de seguros, convidamos você a exibir com orgulho uma lembrança daquela grande conquista.

Nosso Sindicato oferece aos colegas um selo e um rodapé comemorativos que devem ser usados nas correspondências e e-mails, como forma de mostrar o orgulho de nossa profissão.

Se você ainda não usa, saiba que estão à disposição para baixar aqui.

CORRETOR DE SEGUROS DA CAPITAL, NÃO PERCA A PALESTRA SOBRE O SIMPLES NACIONAL

Data: 29/10/2014 – PORTO ALEGRE
Local: FEDERASUL: Largo Visconde do Cairú, 17 – 5º Andar – Centro Histórico
Horário: das 18h30 às 20h30
PROMOÇÃO: SINCOR-RS – SINDSEGRS – FUNENSEG
INFORMAÇÕES: 051 3225.7726

CORRETORES DE SEGUROS NO SUPERSIMPLES

Atenção corretoras de seguros que pretendem migrar para o novo sistema de tributação: verifiquem já se a sua empresa está na classificação correta do código CNAE – Classificação Nacional de Atividade Econômica em seu CNPJ.

O código correto do CNAE é: 6622- 3; O código do CNAE – subclasses 2.0 é : 6622-3/00 – Corretores e agentes de seguros, de planos de previdência complementar e de saúde.

Inúmeras empresas corretoras de seguros estão com CNAE – Classificação Nacional de Atividade Econômica no seu CNPJ “errado” e não vão conseguir aderir ao Super Simples na tabela 3, que é a melhor de todas.

Qualquer outra atividade e qualquer outro código CNAE leva a empresa para a famigerada tabela 6, que é a pior de todas. Portanto, muita atenção!

Solicite ao seu Contador a correção imediata do código, se estiver errado.

Não deixe de responder à pesquisa sobre o SuperSimples

O corretor de seguros não deve deixar de participar da pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), por encomenda do SEBRAE – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, com o apoio da FENACOR, visando a avaliar os impactos da Lei Complementar 147/2014, que ampliou o SIMPLES Nacional.

São apenas sete perguntas, que podem ser respondidas em questões de minutos.
O questionário, que pode ser respondido até o próximo dia 07 de novembro, está disponível através do link: http://pesquisa.fgv.br/index.php?sid=14867&lang=pt-BR

Essa pesquisa integra a série de estudos técnicos que têm o objetivo de subsidiar a formulação de projeto de Lei para o aprimoramento do SIMPLES Nacional, buscando o crescimento das empresas, aumento da transparência, simplificação das obrigações e aprimoramento do sistema tributário, tendo por base o estímulo ao crescimento.

O SEBRAE buscou a parceria da FENACOR para compreender melhor os impactos das alterações geradas pela Lei Complementar 147/2014 junto aos corretores de seguros.

Fonte: FENACOR

Sessão Solene em homenagem aos 50 Anos da Lei 4.594/64

A Câmara dos Deputados promoverá sessão solene em homenagem aos 50 Anos da promulgação da Lei 4.594/64, que regula a profissão de Corretor de Seguros. O evento, aberto aos profissionais do mercado, será realizado no Plenário Ulysses Guimarães, dia 19 de novembro, às 10 horas.

Essa Sessão Solene foi, originada do requerimento formulado pelo Deputado Armando Vergilio, presidente licenciado da FENACOR.

JUSTIFICADA RELEVÂNCIA

A comemoração do “Jubileu de Ouro” da referida Lei se justifica pela relevância desse marco legal para uma categoria profissional de inestimável importância para o mercado de seguros e seus consumidores.

A Lei 4.594 é o alicerce sobre o qual foi cimentada a trajetória meritosa dos Corretores de Seguros, representantes legais dos segurados, a quem cabe a nobre missão de proteger a vida, a saúde, a família, o patrimônio e o futuro dos cidadãos e das empresas brasileiras.

Fonte: FENACOR

CURSO DE CERTIFICAÇÃO TÉCNICA PARA PROFISSIONAIS DE PORTO ALEGRE

Seguem abertas as inscrições para os cursos de certificação técnica de funcionários de corretoras de seguros da Escola Nacional de Seguros. A área oferecida é Atendimento ao Público.

Os profissionais têm três cursos à disposição:

• Seguros (início em 4/11),
• Vida e Previdência (10/11) e
• Seguros e Vida e Previdência (4/11).

O investimento varia entre R$ 250,00 e R$ 380,00, dependendo do curso escolhido.
As inscrições devem ser feitas no www.funenseg.org.br, onde também estão disponíveis outras informações sobre os cursos.

A Unidade Regional Rio Grande do Sul fica na Av. Otávio Rocha, 115, 1º andar, no Centro. Os contatos são (51) 3224-1965 / 5267 / 6661 e unidaders@funenseg.org.br.

STJ DETERMINA QUE TRIBUNAL ESTADUAL JULGUE SE É DEVIDO DPVAT EM ACIDENTE COM COLHEITADEIRA

A Quarta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) afastou tese do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) segundo a qual a caracterização do acidente de trabalho, por si só, inviabiliza a indenização securitária pelo DPVAT. O colegiado decidiu devolver ao TJMT um processo que discute se é devida a indenização do seguro em acidente envolvendo colheitadeira, para que sejam esclarecidas as circunstâncias do acidente e a possibilidade de o veículo trafegar em via pública.

“No caso em julgamento, apesar de constar que se trata de acidente com colheitadeira, não há como aferir se a máquina preenchia as condições mínimas para a circulação em via pública”, afirmou o relator, ministro Luis Felipe Salomão.

A vítima do acidente ajuizou ação de cobrança de seguro obrigatório contra Tókio Marine Seguradora S/A afirmando que sua mão direita foi esmagada em acidente com máquina colheitadeira, com posterior reconhecimento de deformidade permanente.

A primeira instância condenou a seguradora ao pagamento de R$ 13.500, com incidência de juros de mora a partir da citação e correção monetária a partir da propositura da ação.

Sem licença

O TJMT, em apelação, extinguiu a ação por entender que o acidente não se enquadra na Lei 6.194/74, que instituiu o DPVAT.

A concepção dessa modalidade de seguro teve como finalidade, nos termos da exposição de motivos do projeto que deu origem à Lei 6.194/1974, “dar cobertura à responsabilidade civil decorrente do uso de veículos, garantindo a reparação de danos a que a sociedade está sujeita por força do intenso tráfego que o progresso torna inevitável”.

Segundo o TJMT, o acidente está relacionado a máquina não licenciada nem registrada no órgão competente. “O sinistro ocorreu no exercício de atividade laboral e não em razão de acidente de trânsito”, concluiu o tribunal, concluindo que isso “evidencia falta de interesse processual do apelado, pois seu pedido, embora juridicamente possível, não está amparado na Lei 6.194”.

No STJ, a vítima sustentou que a lei exige para a cobertura do seguro obrigatório tão somente que o acidente tenha advindo de veículo automotor de via terrestre, sendo irrelevante que tenha ocorrido em trânsito ou em decorrência do trabalho.
Alegou ainda que é admitido, inclusive, “o chamado autoacidente, ou seja, aquele em que a vítima sofre determinado acidente causado por veículo, sem a interferência de terceiro, ao entendimento de que o veículo, em hipóteses tais, é mero instrumento provocador do acidente”.

Jurisprudência

Em seu voto, o ministro Salomão afastou a tese principal adotada pelo tribunal estadual, segundo a qual haveria falta de interesse processual por se tratar de acidente no exercício de trabalho e não de acidente de trânsito. Isso porque a jurisprudência do STJ considera que a caracterização do fato como acidente de trabalho não afasta obrigatoriamente a cobertura do seguro DPVAT.

Entretanto, o ministro afirmou que não é possível simplesmente restaurar a sentença. É que, apesar de reconhecidos o nexo de causalidade e a invalidez permanente pelo TJMT, trata-se de acidente com veículo agrícola, o que, segundo ele, leva a outras reflexões.

“Não é qualquer infortúnio atinente a veículos automotores que enseja o direito ao recebimento do seguro obrigatório, mas somente as intercorrências que causem danos advindos funcionalmente de determinada atividade de transporte de pessoas ou cargas”, destacou Salomão.

O ministro ressaltou que o STJ já reconheceu que os sinistros que envolvem veículos agrícolas também podem estar cobertos pelo DPVAT. Entretanto, apesar de a colheitadeira ser também veículo automotor agrícola, não se pode sempre enquadrá-lo como trator para fins de indenização pelo DPVAT.

Normas para circulação

“É bem verdade que, apesar de não se exigir que o acidente tenha ocorrido em via pública, o automotor deve ser, ao menos em tese, suscetível de circular por essas vias; isto é, caso a colheitadeira, em razão de suas dimensões e peso, jamais venha a preencher os requisitos normativos para fins de tráfego em via pública, não há como reconhecer a existência de fato gerador de sinistro protegido pelo seguro DPVAT, apesar de se tratar de veículo automotor”, afirmou.

O ministro comentou que há pequenas colheitadeiras de grãos que, em razão de suas medidas, são plenamente capazes de circular nas estradas, nos moldes de um trator convencional, saindo da proibição da Resolução 210/06 do
De acordo com o ministro, será necessário avaliar, no caso julgado, a possibilidade de licenciamento e registro do veículo agrícola para circulação em vias públicas. Por isso ele determinou o retorno dos autos ao TJMT, para que descreva com maior riqueza de detalhes as circunstâncias do acidente, bem como defina, diante das provas, se a colheitadeira era suscetível de trafegar por via pública, para então apreciar integralmente a apelação.

Fonte: STJ

Palestra em Caxias do Sul

news_rodrigo_caxias

MAU TEMPO NÃO PREJUDICOU CONFRATERNIZAÇÃO DAS DELEGACIAS VALE DO SINOS E METROPOLITANA

As chuvas do sábado não assustaram os colegas e familiares que participaram da confraternização pelo Dia dos Corretores de Seguros e aniversário do Sincor-RS, promovido pelas delegacias do Vale do Sinos e Metropolitana.

Os 150 que foram curtiram um dia de confraternização com churrasco no almoço, música ao vivo, sorteios de muitos brindes doados pelos patrocinadores, karaokê e distrações para as crianças com pinturas. E o futebol foi substituído por um campeonato de bocha. Foram momentos de congraçamentos entre corretores, funcionários, familiares e operadores do mercado de seguros.

As seguintes empresas patrocinaram o evento:

– Bradesco
– Porto Seguro
– Generali
– Yasuda Marítima
– Mapfre
– Servidor Vistorias
– Sultec Vistorias
– Hamburgo Car Oficina
– Bonattus Oficina
– Infocap Gerenciador da Corretora
– Schmitão Oficina
– Schommer & Bastos Advogados

O gesto de solidariedade, pedido pela Delegada Vale do Sinos Tânia Rosa e pela Subdelegada para a Região Metropolitana, Cleonice Pereira foi plenamente atendido. Houve uma arrecadação significativa de alimentos não perecíveis fraldas descartáveis e leite em pó. O total será encaminhado a uma entidade de benemerência social da cidade de Novo Hamburgo.

DELEGACIA DO VALE DO TAQUARI PREPARA JANTAR DOS CORRETORES EM 24/10

A delegada regional do Sincor-RS no Vale do Taquari Elisabete Sartori, e o subdelegado Augusto Godoy convidam os colegas para o jantar no dia 24 de outubro, que marcará o Dia do Corretor de Seguros e aniversário do Sincor-RS.

A confraternização será no Quiosque do Clube Comercial de Encantado. Não perca! Informações pelo fone: 3225.7726.

DELEGACIA DA REGIÃO SUL CONVIDA PARA A 11ª CONFRATERNIZAÇÃO DE FINAL DE ANO

A confraternização de final de ano da delegacia do Sincor-RS na Zona Sul chega a sua 11ª edição. O evento reúne corretores, seguradores, prestadores de serviços, executivos de seguradoras, delegados e diretoria do Sindicato e se destaca pela qualidade e animação.

Desta vez será no dia 7 de novembro (sexta-feira) no Restaurante Lobão, em Pelotas. Emílio Nunes, delegado do Sincor-RS alerta:

– Restam poucos convites. Quem não se apressar, vai perder a festa
O valor do convite é de R$ 25,00, com direito a sorteios, música ao vivo e muita animação.

O Sincor e a delegacia agradecem os patrocínios das seguradoras:

– Aplub,
– Bradesco,
– Capemisa,
– Generalli,
– HDI,
– Icatu,
– Mapfre,
– Marítima,
– Porto Seguro,
– Sul América,
– Tokio Marine,
– Zurich

e as empresas

– Oficina Caprice Auto Center e
– Sultec Vistorias.

As reservas e informações pelos telefones: (53) 8125.0584, com Emilio Nunes, delegado da Região Sul do Sincor-RS ou (53) 8402.9157 com Luis Bernardes.

CONVÊNIO DO SINCOR COM A SANTA CASA

Foi renovado o excelente convênio do nosso Sincor com a Santa Casa de Porto Alegre que disponibiliza aos associados consultas particulares em todas as especialidades por apenas R$ 91,00 além de vários outros serviços com descontos significativos.

Consulte o setor de Benefícios e Convênios do Sincor-RS para mais detalhes no fone 3225-7726.

USE COM ORGULHO O SELO EM HOMENAGEM AOS 50 AN0S DA LEI 4594/1964

O ano de 2014 é significativo para nossa categoria, pois marca o cinquentenário da promulgação da lei 4594 que regulamenta a atividade de corretor de seguros. O fato aconteceu no dia 29 de dezembro de 1964.

Para marcar esta data tão importante para os corretores de seguros, convidamos você a exibir com orgulho uma lembrança daquela grande conquista.

Nosso Sindicato oferece aos colegas um selo e um rodapé comemorativos que devem ser usados nas correspondências e e-mails, como forma de mostrar o orgulho de nossa profissão.

Se você ainda não usa, saiba que estão à disposição para baixar aqui.

Top